Navegue Por Aqui

Choque da energia barata de Guedes anima a indústria

Data: 11/03/2019

A previsão de Paulo Guedes de que o preço da energia recuará “quase 50%” soou como música para os ouvidos da indústria. O “choque da energia barata” foi citado pelo ministro na entrevista ao “Estado de S. Paulo” do domingo. Essa é uma pauta recorrente do setor.

— Uma redução significativa do custo da energia é possível, quando se verifica que mais da metade do custo da energia elétrica hoje está vinculada a impostos, taxas, encargos, subsídios e tributos. As associações da indústria já estão se articulando para buscar convergência aos planos de Paulo Guedes em construir um choque de energia barata — conta Paulo Pedrosa, presidente da Abrace, a associação dos grandes consumidores.

A entidade estima que a redução de cada R$ 1 por MWh no custo pode representar um aumento da riqueza nacional de quase R$ 4 bilhões em 10 anos.

O preço da energia afeta diretamente a competitividade da indústria. No caso do gás natural, o preço pago pela indústria brasileira chega a ser quase três vezes maior que nos Estados Unidos. Desde 2000, o aumento da energia elétrica para a indústria foi três vezes maior que a inflação. No caso do gás natural, o aumento foi quase sete vezes superior à inflação do período.

 

Fonte: O Globo - Marcelo Loureiro