Navegue Por Aqui

Decreto exclui empresa de participações da Eletrobras de programa de desestatização

Data: 3/4/2020

SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que exclui o braço de participações da elétrica estatal Eletrobras do Programa Nacional de Desestatização (PND).

A retirada da Eletropar do programa, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, atende recomendação do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal no final de fevereiro.

O movimento vem no momento em que o governo do presidente Bolsonaro tenta levar adiante um projeto de privatização da Eletrobras, maior empresa de energia do Brasil.

Ao recomendar a exclusão da Eletropar do PND, o conselho do PPI disse que a medida levava em consideração “a estratégia de reorganização da Eletrobras e os impactos de gestão trazidos pela manutenção da Eletropar” no programa, sem detalhar.

A Eletropar concentra participações da Eletrobras em empresas, com ações na transmissora de energia Cteep , na geradora Emae, controlada pelo governo paulista, na EDP Energias do Brasil , na Light e na Eletronet, segundo formulário de referência da companhia.

A empresa de participações da Eletrobras havia sido incluída no PND por meio de decreto em 1996.

Fonte: UOL- Luciano Costa