Navegue Por Aqui

Inclusão de famílias na tarifa social de energia custará R$ 3,3 bilhões

Data: 07/12/2021

A inclusão automática de famílias de baixa renda na Tarifa Social de Energia Elétrica, a partir de janeiro, terá um impacto de cerca de R$ 3,3 bilhões nas contas de energia em 2022, segundo a Aneel. Considerando-se a projeção atual de R$ 3,6 bilhões de despesa para esse benefício neste ano, o montante, no ano que vem, será cerca de R$ 6,9 bilhões.

As estimativas se referem à entrada de mais 11,5 milhões de famílias a um grupo que, hoje, é formado por cerca de 12,3 milhões. O custo dos descontos para esse total de 23,8 milhões de famílias sairá da chamada CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), paga por todos os consumidores de energia do país. Trata-se de uma fonte de recursos para o pagamento de diversos encargos, entre eles a TSEE (Tarifa Social de Energia Elétrica).

Para Carlos Faria, presidente da Anace (Associação Nacional dos Consumidores de Energia), a concessão do benefício é justa, mas o governo deveria, simultaneamente, estudar outras formas de reduzir o peso das tarifas para todos os consumidores.

Confira a notícia completa em: https://www.poder360.com.br/energia/inclusao-de-familias-na-tarifa-social-de-energia-custara-r-33-bilhoes/

Fonte: Poder360