Navegue Por Aqui

Prevenção ao novo Coronavirus também altera rotina do ONS

Data: 18/3/2020

O Operador Nacional do Sistema Elétrico anunciou na última segunda-feira, 16 de março, a adoção de novas medidas de prevenção ao novo Coronavírus. Regime de home office, rodízio de funcionários para atividades essenciais, cancelamento de viagens, reuniões e eventos e adoção de jornada de trabalho flexível para evitar horários de pico no transporte público estão entre as ações praticadas. Gestantes e seus cônjuges só trabalharão no regime de home office; estagiários e jovens aprendizes estão liberados de comparecer aos escritórios e de realizar home office.

O objetivo é reduzir o risco de ampla contaminação das equipes do ONS pelo novo Coronavírus. Essas medidas serão adotadas, a princípio, entre os dias 17 e 30 de março. Na última sexta-feira, 13 de março, o ONS já havia suspendido a participação presencial em reuniões nos escritórios do Operador, como as do Programa Mensal de Operação e reuniões semanais de programação da Operação. Essas reuniões continuam sendo transmitidas ao vivo pelo site do ONS (www.ons.org.br). O ONS ressalta que, mesmo com as medidas adotadas, o suprimento de energia elétrica está garantido.

A CPFL Energia solicitou aos seus clientes que priorizem os canais digitais de suas distribuidoras CPFL Paulista, CPFL Piratininga e CPFL Santa Cruz para a realização de serviços e atendimentos. A orientação faz parte das medidas preventivas realizadas pela empresa, alinhadas às orientações do Ministério da Saúde, para contribuir com a prevenção ao novo Coronavírus. Segundo Rafael Lazzaretti, diretor comercial da CPFL Energia, a empresa está preparada para atender os clientes com a mesma qualidade e de forma mais ágil e fácil, por meio dos canais digitais. Grande parte dos serviços pode ser acessado em apenas alguns cliques e o cliente não precisaria se deslocar até um posto de atendimento.

A Cemig foi pelo mesmo caminho. A empresa está seguindo recomendações dos órgãos de saúde, relacionadas ao risco de contágio trazido pelas aglomerações. Dessa forma, a companhia orienta seus clientes a evitarem o atendimento presencial nas agências e buscarem os canais digitais de atendimento. Segundo o gerente de Comunicação e Marketing da Cemig, Elieser Francisco Correa, os canais digitais contemplam a grande maioria dos serviços disponíveis aos clientes. Correa afirma que a empresa está empenhada prioritariamente em manter a continuidade do fornecimento de energia em toda sua área de concessão, atuando de forma a garantir a segurança e conforto dos clientes durante o período de maior incidência do coronavírus, doença que está sendo considerada uma pandemia pelas autoridades de saúde.

Em Foz do Iguaçu, a margem brasileira da Itaipu Binacional vai fechar a visitação turística por sete dias, a partir da quarta-feira, 18 de março. A medida ocorre em função do alinhamento da empresa com a política do governo federal de gestão de crise causada pelo coronavírus. Todos os seis passeios oferecidos pela Itaipu serão suspensos. Nesta terça-feira, todas as unidades de conservação federais suspenderam a visitação por uma semana.

A gestão brasileira da usina vem acompanhando atentamente a evolução da crise. A empresa recorreu a um fundo de emergência de U$ 3 milhões de dólares para ajudar o município de Foz do Iguaçu, que ainda não tem nenhum caso confirmado de coronavírus, a enfrentar uma possível epidemia. A medida beneficia toda a 9ª Regional de Saúde do Paraná, um universo de aproximadamente 400 mil pessoas. A preocupação principal é com os pacientes do Sistema Único de Saúde.

Fonte: Canal Energia - Agência Canal Energia