Navegue Por Aqui

Sem energia no campo, procura por geradores aumenta em 200%

Data: 15/10/2021

O temporal registrado na região Oeste e Sudoeste do Paraná, deixou estragos e vários lugares ficaram sem abastecimento de energia, inclusive na área rural. Mas já diz o ditado: Dificuldade de uns, oportunidade para outros.

Embalado pelo aumento da procura por locação de geradores de energia, uma prestadora desse serviço com sede em Toledo, identificou um crescimento volumoso nas últimas horas. ‘’Tivemos um aumento significativo desde as 4h da manhã de quinta-feira. Solicitações de produtores da cadeia leiteira, aves e peixes. Normalmente em períodos de chuvas sempre tem aumento de procura. Mas ontem foi algo pontual e a demanda subiu 200%’’, explicou o empresário Michel Becker.

  • Falta de energia na área rural compromete produção

  • A procura tem sido tanta, que a empresa adotou um sistema de rodízio para amparar os produtores. ‘’Temos vários modelos para locação e diversos tamanhos e todos eles estão trabalhando. Estamos atendendo não somente Toledo, como região de Cascavel, Francisco Beltrão, Matelândia, Jesuítas e próximo a Umuarama… Para diminuir a mortalidade nos animais, a gente foi intercalando a utilização nas propriedades, pelo menos para fazer a alimentação’’, finalizou.

COM CHUVA OU SEM CHUVA, A DEMANDA DO SETOR ESTÁ EM ALTA.

Essa demanda não é de hoje e nem exclusiva do Paraná. No segundo trimestre de 2021, as vendas nacionais de geradores aumentaram 129,27% em relação aos três primeiros meses do ano e 26,63% mais do que nos mesmos meses de 2020. Os dados são da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

As atividades econômicas que dependem essencialmente da energia têm procurado garantir maquinário, como “precaução”, considerando que a geração mais cara das termelétricas e as medidas de estímulo à economia no consumo que o governo adotou não sejam suficientes para evitar apagões.

  • Sistema sustentável envolve a produção de hortaliças no oeste

“O cenário de hoje representa um risco muito grande para quem tem a energia elétrica como componente estratégico do seu negócio. As empresas estão acompanhando as decisões do setor elétrico, mas já estão se preparando para um cenário que pode vir pela frente. Muitos estão procurando locação ou mesmo compra de geradores”, afirma Carlos Faria, presidente da Associação Nacional dos Consumidores de Energia (Anace).

Confira a notícia completa em: https://souagro.net/sem-energia-no-campo-procura-por-geradores-aumenta-em-200/

Fonte: Sou Agro