Navegue Por Aqui

Setor produtivo reage mal a encargo de R$ 30,2 bi na conta de luz a ser pago por consumidor

Data: 26/04/22

Empresas, grandes e pequenos consumidores de energia e agentes do setor elétrico reagiram mal à aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ao orçamento de R$ 32 bilhões da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). 

Os R$ 30,2 bilhões que serão pagos pelos consumidores correspondem a um aumento de 54,3% em relação ao montante pago no ano passado.

O diretor-presidente da Associação Nacional dos Consumidores de Energia (Anace), Carlos Faria, afirma que a evolução de encargos tem inviabilizado a competitividade de grandes e pequenas empresas.

“A indústria vai procurar se desenvolver onde ela tem o custo competitivo, não à toa que estamos vendo uma diminuição da indústria no PIB total do Brasil”, afirma.

Do montante, o que mais pesou do orçamento para CDE em 2022 foram os quase R$ 12 bilhões que serão destinados à Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), seguido dos descontos tarifários na distribuição de energia, de R$ 9,3 bilhões, e a tarifa social de energia, que saltou para R$ 5,4 bilhões por conta do cadastro automático das famílias.

Confira a reportagem completa em: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/04/26/setor-produtivo-reage-mal-a-encargo-de-r-302-bi-na-conta-de-luz-a-ser-pago-por-consumidor.ghtml

Fonte: Valor Econômico