Navegue Por Aqui

Consórcio Oliveira Energia-Atem arremata distribuidora da Eletrobras no Amazonas

Data: 10/12/2018

Após vários  adiamentos e  ações na Justiça, o   governo federal conseguiu vender nesta segunda-feira a  a Amazonas Energia, distribuidora de energia da Região Norte, subsidiária da Eletrobras. A unidade foi arrematada pelo Consórcio Oliveira Energia Atem, sem disputa.

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

A distribuidora, a mais problemática das seis que a Eletrobras detinha como subsidiárias, foi vendida  pelo valor simbólico de R$ 50 mil, mas com a obrigação de fazer novos investimentos no valor de R$ 491,4 milhões. O leilão foi realizado na sede da B3, em São Paulo.

O presidente  da Associação Nacional dos Consumidores de Energia (Anace), Carlos Faria, destacou a importância da privatização da Amazonas Energia, não só para os consumidores atendidos pela distribuidora no Estado do Amazonas, mas para os consumidores de todo país. Isto porque, segundo ele, de um lado, a perspectiva é de melhoria da qualidade dos serviços com os investimentos que os novos controladores irão fazer.

Por outro lado, vai ser um alívio para os consumidores de todo país que têm arcado nos últimos anos com os prejuízos elevados da distribuidora, divididos entre todos os consumidores.

Segundo Carlos Faria, a Amazonas Energia tem um patrimônio negativo de cerca de R$ 12 bilhões e dívidas totais da ordem de R$ 16 bilhões, principalmente por conta da compra de combustível junto à BR Distribuidora. Só a Eletrobras vai assumir R$ 13 bilhões de dívidas da Amazonas Energia.

– Privatizar era preciso. Com toda essa dívida, era uma empresa falida, que só não fechou porque era estatal. De imediato, será um alívio para o caixa da Eletrobras e dos consumidores de energia de forma geral ao estancar a sangria que representava – destacou Carlos Faria.

O Consórcio Oliveira Energia Atem, o único  a apresentar proposta,  opera nos Sistemas Isolados no Norte do país, e  já havia vencido o leilão pela Boa Vista Energia, realizado em agosto último.  A Amazonas Energia atende 897.041 consumidores em 62 municípios do estado.

A Amazonas Energia é a quinta das seis distribuidoras da Eletrobras que atuam nas regiões Norte e Nordeste a ser privatizada.  Em  julho último,  o governo vendeu a Companhia Energética do Piauí (Cepisa) para a Equatorial Energia. Já em agosto  foram vendidas três em um único leilão: Eletroacre e Ceron foram arrematadas pela Energisa;  a Boa Vista Energia ficou com o consórcio Oliveira Energia

Falta agora a Companhia Energética de Alagoas (Ceal) a ser licitada, com leilão previsto para o próximo dia 19. Ao todo, a Eletrobras está assumindo dívidas totais da ordem de R$ 18,7 bilhões das seis  distribuidoras,  das quais R$ 13 bilhões se referem à Amazonas Energia.

Distribuidora da Eletrobras no Amazonas Foto: Reprodução

Distribuidora da Eletrobras no Amazonas Foto: Reprodução.

Fonte: O Globo - Ramona Ordoñez